• mapasconfinamento

Ondjaki

Updated: Mar 23






1.

"do isolamento acompanhado de ternura"



o tempo passa;

o vento devagaroso

vai afiando as pedras.


o mesmo rugido do mar

chega ao peito

e grita


às vezes fica belo

o mar

com o seu grito;

às vezes fica bela

a vida

com o seu tempo

que grita.





2.

"da ternura acompanhada do isolamento"



havia uma caixa de brincar

que estava cheia de muitos vazios.


como se brinca com esses tantos vazios?

e se os vazios estiverem transbordantes de sons?

e se o som do vazio estiver

cheio de lugares?


havia uma caixa de brincar

que estava cheia de músicas.

depois de ouvir as músicas

e os silêncios

veio a brincadeira de inventar caixas.


a primeira caixa vazia que inventei

quando espreitada

libertava sorrisos.


a última caixa, quase vazia,

não tinha fundo:

servia para coleccionar amizades e amigos.




Ondjaki nasceu em Luanda. Prosador e poeta, co-realizou um documentário sobre a cidade de Luanda (“Oxalá cresçam Pitangas – histórias de Luanda”, 2006). É membro da União dos Escritores Angolanos e da Associação Protetora do Anonimato dos Gambozinos. Alguns livros seus foram traduzidos para francês, espanhol, italiano, alemão, inglês, sérvio e sueco. Venceu o prémio José Saramago em 2013 com o romance Os Transparentes.


Ondjaki was born in Luanda. A prosaist and a poet, he co-directed a documentary about the city of Luanda (“Oxalá cresçam Pitangas – histórias de Luanda”, 2006). He's a member of the Angolan Writers Union and of the Association for Protection of Snipe Anonymity. Some of his books have been translated into French, Spanish, Italian, German, English, Serbian and Swedish. He was awarded the prémio José Saramago in 2013 with his novel Os Transparentes.


Né à Luanda (Angola), Ondjaki est prosateur et poète. Il a également coréalisé un documentaire sur la ville de Luanda, Oxalá cresçam Pitangas – histórias de Luanda (2006). Il est membre de l’Union des écrivains angolais et de l’Association protectrice de l’anonymat des dahus. Certains de ses livres ont été traduits en français, en espagnol, en italien, en allemand, en anglais, en serbe et en suédois. Il a remporté le prix José Saramago en 2013 avec son roman Os Transparentes.



182 views0 comments

Recent Posts

See All