Agnes Fanning

Estudou língua castelhana e portuguesa na Universidade de Oxford e este ano iniciará um mestrado, na mesma universidade, em literatura latino-americana, sobre as obras de Clarice Lispector e Jorge Luis Borges. Criada entre a Inglaterra e a Argentina, sempre foi fascinada pelas línguas e o modo como a tradução influencia a leitura e a literatura, sobretudo na escrita em espanhol e lusófona.

An Yu

Nasceu em Tai'an (Shandong) e vive em Pequim. Atualmente, está a fazer um mestrado em Literaturas de Língua Portuguesa na Universidade de Estudos Estrangeiros de Pequim. Começou a trabalhar como tradutor (português-chinês) em 2019, tendo colaborado e prestado serviços de tradução para vários órgãos culturais e instituições académicas, tanto nacionais como internacionais.

0715_1.jpg

Ana Lúcia Araújo

Franco-brasileira, nascida no Brasil. Graduada em Letras: «Português-Francês» pela Universidade Federal de Minas Gerais. Estudou literatura, linguística, línguas clássicas (grego e latim) e línguas modernas (inglês, alemão, espanhol). Pós-graduada em História da Cultura e da Arte, atuou como mediadora cultural nos castelos renascentistas do Vale do Loire na França. Trabalhou como instrutora/professora de língua portuguesa no Brasil e na França. Mudou-se para a França em 2009, realizando o mestrado LLCE em Línguas, Literaturas, Civilizações Estrangeiras, Estudos Romanos: Portugueses e Brasileiros, no Instituto Ibérico da Universidade Sorbonne – Paris. Pesquisou sobre:  «O sistema mundial de textos e traduções: o campo literário francês no Brasil de 2009 a 2017». De 2016-2019, colaborou com a equipa organizadora da Primavera Literária Brasileira da Sorbonne em vários seminários literários em Paris e Lisboa, e participou em encontros literários nacionais e internacionais.

Ana Carvalho

É tradutora e vive em Amesterdão. É autora da nossa fotografia de perfil. Fez o mestrado em Literaturas Germânicas em Leipzig e o leitorado na Humboldt-Universität em Berlim. Trabalhou como tradutora para a União Europeia. Colaborou como fotógrafa para várias revistas e participou em inúmeras exposições, tanto individuais como coletivas. Com o marido, Harrie Lemmens, criou a Zuca-Magazine, uma revista de literatura e fotografia, onde é responsável pelo design gráfico da edição digital e em papel. Contribuiu para dois números temáticos publicados por uma editora holandesa: um dedicado à poesia e outro a Fernando Pessoa.

ana_carvalho.JPG
Translator Andrew McDougall2.jpg

Andrew McDougall

Nasceu em Glasgow, Reino Unido, e estudou Literaturas de Língua Portuguesa e Inglesa na Universidade de Edimburgo. Viveu também em Sussex, Lisboa, Coimbra, Logroño, Vitoria-Gasteiz e Norwich, onde fez o mestrado em Tradução Literária na Universidade de East Anglia. No seu trabalho destaca-se a co-tradução de um livro de José Eduardo Agualusa. Traduz do português e castelhano.

Catriona Parry

Natural de Leeds, Reino Unido, Catriona é doutoranda na Universidade de Oxford. A sua pesquisa de doutoramento contempla a arte cinematográfica contemporânea de Angola e Portugal. Estudou Língua Castelhana na Universidade de Cambridge, e fez um mestrado em literatura comparada na Universidade de Birkbeck, em Londres.

Translator Claire Williams.jpg

Claire Williams

É professora auxiliar de Literatura e Cultura Brasileiras na Universidade de Oxford. Tem várias publicações académicas sobre a produção literária de grupos minoritários, mulheres, escrita autobiográfica e de memórias produzida nos países falantes de língua portuguesa durante os séculos XX e XXI. Traduziu obras de Dulce Maria Cardoso, Hélia Correia e Ana Paula Maia.

Clara Domingues

Formada em “Letras Clássicas” pela Universidade da Sorbonne, altura em que se interessou pela edição e tradução de textos antigos escritos pelos humanistas do Renascimento. Durante alguns anos dedicou-se a uma intensa atividade profissional no âmbito da Economia Social e Solidária (se todos caminhos levam a Roma, o grego e o latim levam-nos a todo o lado), regressando depois à universidade, neste caso a Paris 8, onde concluiu um mestrado em Tradução Literária. Na École de Traduction Littéraire conviveu, ao longo de dois anos, com outros tradutores, tão generosos quanto experientes e, desde então, traduz obras de autores lusófonos tanto para editoras como para teatro e cinema.

www.claradomingues.wordpress.com 

dominique.jpg

Dominique Stoenesco

Nasceu em Besançon. Foi professor de português no Ensino Secundário público na região parisiense e na Faculdade de Direito de Paris XII – Val-de-Marne. Coordenou diversos projectos educativos e pedagógicos. É membro fundador da revista Latitudes – Cahiers lusophones e colaborador do semanário Lusojornal. Traduziu vários livros (romances, contos, poesia) de autores lusófonos. Tem poemas publicados na antologia Poetas lusófonos na diáspora (2020). É membro do Conselho de administração da Association pour le Développement des Études Portugaises, Brésiliennes, d’Afrique et d’Asie Lusophones e membro correspondente da Academia de Letras de Salvador da Bahia.

Elton Uliana

Tradutor brasileiro a viver em Londres. É co-editor do Brasilian Translation Club na University College London (UCL). Traduziu textos de Carla Bessa (Asymptote), Ana Maria Machado (Alchemy), Jacques Fux (Tablet), Sérgio Tavares (Bengaluru, Qorpus), ensaios de Manuel Querino, Mário Barata e Odorico Tavares (Art in Translation, Taylor & Francis); e está traduzindo contos de Conceição Evaristo, Carolina Maria de Jesus, Alê Motta e Carla Bessa (Machetes Under Our Beds: An International Anthology of Words and Writing by Daughters of Latin America, HarperCollins). 

Gabriella Turner

Filha de dois linguistas entusiastas que lhe despertaram um interesse especial por línguas e linguagem e ao mesmo a direcionaram no estudo da língua castelhana e portuguesa na Universidade de Oxford. Viveu no Brasil durante um ano letivo onde trabalhou como tradutora e professora de inglês, de onde seguiu para Espanha onde fez tradução numa associação cultural. No ano que vem, planeia dividir o seu tempo entre o Brasil e o México, ensinando inglês, antes de regressar ao Reino Unido para organizar um Festival de Artes e Música cujo objetivo será o de divulgar o espírito do carnaval, bem como a música e a cultura brasileiras.

George Newton

Estuda espanhol e português na Universidade de Oxford. Começou a interessar-se pela tradução quando traduzia para os seus familiares franceses que visitavam o Reino Unido; foi assim que compreendeu as nuances, o poder e o papel social da linguagem. Desde então, George tem aprendido várias línguas e estudado literatura e linguística na universidade.  

Georgia Cooper - picture .jpeg

Georgia Cooper

Estudante de francês e português na Universidade de Oxford. Regressou há pouco do Brasil, onde ensinou inglês numa organização não governamental sediada no Rio de Janeiro. De momento, desenvolve um estudo comparativo entre dois textos de índole feminista do meio lusófono, explorando o seu interesse por obras de autoria feminina.

Han Hu

Fez a licenciatura em Língua Portuguesa na Universidade de Estudos Estrangeiros de Pequim e está a fazer o mestrado em Línguas Modernas na Universidade de Oxford em literatura brasileira e literatura africana de expressão portuguesa. Alguns contos selecionados de Teolinda Gersão traduzidos por Han serão publicados na China em 2022.

20180610_140935.jpeg

Harrie Lemmens

Nasceu em Weert, Holanda. Estudou Letras e Filosofia na Universidade de Nimega. Traduziu prosa e poesia do alemão, inglês, espanhol e português. Entre os seus autores contam-se Fernando Pessoa, Eça de Queiroz, Machado de Assis, Padre António Vieira, José Saramago, António Lobo Antunes, Clarice Lispector, Mia Couto, José Eduardo Agualusa, João Ubaldo Ribeiro, José Rentes de Carvalho, Gonçalo M. Tavares, Autran Dourado, Raduan Nassar, Michel Laub, Daniel Galera e Cormac McCarthy. Recebeu em 2006 o prémio de tradução da Fundação Nederlands Letterenfonds. Escreveu dezenas de ensaios, críticas literárias e posfácios. Publicou em 2014 Deus é brasileiro, traduzido para português e publicado pela Editora Zouk de Porto Alegre. Em 2021 sai Licht op Lissabon – stadsverhalen, um livro sobre Lisboa. Ambos os livros contêm um caderno com fotografias de Ana Carvalho, com quem fundou a revista literária digital Zuca-Magazine.

www.zuca-magazine.nl

www.harrielemmens.nl

Isabella Dobson

Isabella Dobson é estudante de Português e Castelhano na Universidade de Oxford, Reino Unido. Esta é a sua primeira tradução publicada, e espera continuar a traduzir durante o ano de 2022, em que residirá no estrangeiro.

jacqueline.jpeg

Jackie Hopkins

Nasceu em Llantrisant, País de Gales, e estudou língua portuguesa e castelhana para principiantes no Lincoln College, Universidade de Oxford. Parte da sua licenciatura incluiu um módulo de Tradução Avançada, tendo estado envolvida em projetos de tradução para o Parque Nacional de Iguaçú, Brasil, e para o Colégio Santa Ana, Espanha. Viveu no Brasil (onde trabalhou no Parque Nacional de Iguaçú), Espanha, Marrocos e Japão, onde trabalhou como professora qualificada TEFL. Com um interesse particular pela aprendizagem de línguas, está a aprender arábico (dialeto marroquino) e galês. Espera terminar o Mestrado em Tradução brevemente.

Julia Willemyns

Estuda Línguas e Literaturas Modernas e Antigas (francês e português) na Universidade de Oxford, Reino Unido. Filha de pais oriundos da Argentina e do Brasil e criada em Hong Kong, tem um interesse especial pela América Latina, escrevendo com frequência sobre a região para publicações como a Oxford Political Review e Sounds and Colours. No seu tempo livre, também escreve poesia e prosa.

Kaixin Ding.JPG

Kaixin Ding, Catarina

Estudante de português da Universidade de Estudos Estrangeiros de Pequim, tem o mestrado em Literatura como objetivo. Nasceu e cresceu em Nanquim, nomeada Cidade da Literatura pela UNESCO em 2019. Assim, a literatura já se tornou o seu destino e modo de vida.

Lesley Saunders

Publicou recentemente duas coletâneas de poesia – This Thing of Blood & Love (Two Rivers Press, 2022) e, com Rebecca Swainston, Days of Wonder (Hippocrates Press, 2021), um registo do primeiro ano da pandemia Covid-19. Point of Honour (Two Rivers Press, 2019), que inclui o poema vencedor do Stephen Spender award em 2016, reúne o seu trabalho de tradução da renomada poeta portuguesa Maria Teresa Horta. Trabalha com outros artistas, escultores, músicos, bailarinos e poetas. É professora convidada no instituto de educação da UCL e investigadora honorária no departamento de educação da Universidade de Oxford.

Lingchen Huang.JPG

Lingchen Huang

Estudante de doutoramento em Línguas Modernas na Universidade de Oxford, pesquisa literatura brasileira (Clarice Lispector), modernismo e a teoria do afeto. Concluiu o mestrado em línguas modernas (português) na Universidade de Oxford em 2020, depois da licenciatura em português na Universidade de Estudos Estrangeiros de Pequim. Publicou artigos em Portuguese Studies, Revista Escrita, Orientes do Português, entre outros.

Maya Szaniecki

Nasceu em Londres. Filha de pais brasileiros, teve uma educação bilíngue, com o português falado em casa e viagens ao Brasil para visitar a família. Atualmente, estuda francês na Universidade de Oxford, interessando-se especialmente por línguas, literatura e jornalismo, que espera seguir no futuro. Tem planeado um ano a trabalhar na Bélgica e França para se dedicar à prática da língua francesa.

Sabela Guy

Estudou francês e português e está, de momento, a fazer um mestrado em História de Arte. Interessa-se por poesia, literatura e fotografia, e pelo período impressionista francês.

Samantha Morito

Nasceu e cresceu em Londres, e teve vários empregos na área de ensino e formação, em inglês e em português. Completou recentemente a licenciatura dupla em Linguística e Língua e Literatura Portuguesa na Universidade de Oxford. Está animada para participar, pela primeira vez, de um projeto de tradução tão diverso e atual.

Sara Novais Nogueira

Nasceu em Portugal. Licenciou-se em Educação de Infância e trabalhou como educadora/docente em Portugal. Instalou-se em Paris em 2012, onde trabalhou como educadora e como tutora de português na Universidade Paris 4 – Sorbonne, onde, atualmente, está a finalizar o mestrado em Línguas, Literaturas e Civilizações Estrangeiras – especialização de português, com um trabalho de pesquisa sobre a presença da literatura brasileira e africana de expressão portuguesa nos manuais escolares de Portugal e a influência do mercado editorial nessa presença. Fez parte da comissão organizadora do Printemps Littéraire Brésilien e do grupo de tradução Esther. Participou em algumas conferências internacionais ligadas à literatura lusófona e à educação.

Sue Williams

Patologista reformada. Após a reforma, em 2012, estudou italiano e completou

uma licenciatura (2019) e um mestrado (2021) em estudos de tradução na Universidade

de Cardiff. Atualmente, frequenta o curso de língua portuguesa no Centro de Línguas em Oxford.

Sue Williams 1_edited.jpg

Victor Meadowcroft

Mestre em Tradução Literária pela Universidade de East Anglia, traduz do português e castelhano. Os seus trabalhos incluem contos de Agustina Bessa-Luís em Take Six: Six Portuguese Women Writers (co-tradução com Margaret Jull Costa, Dedalus Books) e Our Dead Skin, o primeiro romance de Natalia García Freire (a publicar brevemente pela Oneworld). Foi coordenador da equipa de tradução do projecto Bode Inspiratório – Escape Goat, que traduziu para inglês um folhetim criado por 46 escritores portugueses durante a pandemia.

Vita Dervan

Vita Dervan é poeta experimental e tradutora. Vive em Londres. É co-fundadora da RGB Colour Scheme lit mag e Oxford antologia de tradução.

vita.png

Yibing Chen

Licenciada em Língua e Cultura Portuguesas pela Universidade de Estudos Estrangeiros de Pequim (BFSU), é mestranda em Tradução Chinês-Português na mesma universidade. Interessa-se pela tradução da poesia de Jorge de Sena e pelo estudo comparativo da música e da literatura. A obra ‘Quase de Verdade’ de Clarice Lispector traduzida por Yibing será publicada na China em breve.

Zacharie Adjemien Kobenan

Após ter concluído a Licenciatura em Línguas, Literaturas e Civilizações Estrangeiras e Regionais em Espanhol e Português na Universidade Jean Monnet, está agora a iniciar um mestrado em Escrita e Tradução na mesma universidade. Durante o terceiro ano de licenciatura, Zacharie participou no programa de mobilidade Erasmus na Universidade do Porto, onde confirmou o seu interesse pelo mundo da tradução. As suas numerosas viagens em África e na Europa permitiram-lhe adquirir uma experiência considerável em contexto internacional.

Zhu Fangzhou.JPG

Zhu Fangzhou

Estudante de Estudos Portugueses na Universidade de Estudos Estrangeiros de Pequim, os seus interesses dividem-se entre a tradução, literatura e música. Fundadora do coro Voz Ibérica. Desenvolveu um interesse especial pela literatura em português. A escrita revelou-se o seu objetivo de vida e partilha-a na sua página pessoal. Pianista e contralto amadora.