• mapasconfinamento

Gabriela Ruivo Trindade

Updated: Aug 18




ISTO OU AQUILO


Há pouco

Na varanda

Ouvi o vizinho do lado

Não sei onde isto vai parar

Não percebi do que falava

Mas lembrei-me da minha mãe

Ontem

Na cozinha

Para o meu pai

Isto vai de mal a pior

Há um senhor na televisão

Que está sempre a dizer

Isto é uma vergonha!

Assim, com ponto de exclamação

Então resolvi ir ao dicionário

Mas fiquei na mesma

O que é um pronominal demonstrativo?

Perguntei à minha irmã

Não me chateies

Foi a resposta

Eu insisti

O que é isto de que toda a gente fala

Que é uma vergonha

E vai de mal a pior

E ninguém sabe onde vai parar?

Deve ser a tua língua, puto

A minha irmã é uma chata

Está sempre a desconversar

Voltei para a varanda

O vizinho continuava ao telefone

Ou talvez falasse sozinho

Anotei todas as vezes que ele disse a palavra

Isto não pode ser

Isto não se aguenta

Isto ainda é pior do que eu pensava

Isto é ridículo

Isto é uma merda

Isto é demais!

Isto é uma coisa

Isto não se pode

Isto só visto

Porque contado ninguém acredita

Isto é com cada uma

Isto não lembra ao diabo

Isto só lá vai ao estalo

Isto é uma desgraça

Isto já não se endireita

Isto

Nunca

Me

Passou

Pela

Cabeça

Quem é que esperava

Uma coisa destas?

Risquei a última frase

Porque não tinha a palavra

Isto

E depois lembrei-me de um livro

Que a minha mãe estava a ler

No outro dia

Se isto é um homem

Então se calhar é isso

Isto é um homem

Será que também pode ser uma mulher?

Hei-de perguntar ao meu avô

É o único que tem paciência

Para as minhas perguntas

Mas agora não podemos ir lá a casa

Por causa da quarentena

Que também não sei o que é

Mas já percebi que tem alguma coisa a ver com

Isto



Formada em Psicologia, Gabriela vive em Londres desde 2004. Venceu o prémio LeYa com o seu primeiro romance, Uma Outra Voz, em 2013 (LeYa, 2014, Prémio PEN Primeira Obra 2015). Publicou o livro infantil A Vaca Leitora (D. Quixote, 2016) e o livro de poesia Aves Migratórias (On y va, 2019). Participou em várias antologias de poesia e conto. Dirige a livraria online Miúda Books, dedicada à literatura infantil de língua portuguesa. É mentora deste projeto, juntamente com Nuno Gomes Garcia.


Andrew McDougall nasceu em Glasgow, Reino Unido, e estudou Literaturas de Língua Portuguesa e Inglesa na Universidade de Edimburgo. Viveu também em Sussex, Lisboa, Coimbra, Logroño, Vitoria-Gasteiz e Norwich, onde fez o mestrado em Tradução Literária na Universidade de East Anglia. No seu trabalho destaca-se a co-tradução de um livro de José Eduardo Agualusa. Traduz do português e castelhano.



THIS OR THAT



Just now

On the balcony

I heard the next-door neighbour

I don’t know where this is headed

I didn’t understand what he meant

But I remembered my mother

Yesterday

In the kitchen

To my father

This is going from bad to worse

There’s a man on the television

Who is always saying

This is a disgrace!

Like that, with an exclamation mark

So I went to the dictionary

But it was no use

What is a demonstrative pronominal?

I asked my sister

Piss off

Was her reply

I insisted

What is this that everyone is talking about

Which is a disgrace

And going from bad to worse

And no one knows where it’s headed

It must be your tongue, kid

My sister is a bore

Always talking rubbish

I went back to the balcony

Our neighbour was still on the phone

Or perhaps talking to himself

I made a note every time he said the word

This can’t be real

This is unbearable

This is even worse than I thought

This is ridiculous

This is shit

This is too much!

This is awful

This won’t do

This must be seen

To be believed

This is bollocks

This is a fresh hell

This won’t end well

This is shameful

This will never be fixed

This

Never

Crossed

My

Mind

Who expected

Such a thing?

I deleted the last phrase

As it didn’t have the word

This

And then I remembered a book

That my mum was reading

The other day

If this is a man

Maybe that’s what this is

This is a man

Could it also be a woman?

I better ask my grandad

He’s the only one who listens

To my questions

But now we can’t go there

Because of the quarantine

And don’t know what that is either

But I guess it has something to do with

This


Translated by Andrew McDougall



Gabriela graduated in Psychology and lives in London since 2004. In 2013 her debut novel Uma Outra Voz won the Prémio LeYa (LeYa, 2014, Prémio PEN Primeira Obra 2015). She published the children's book A Vaca Leitora (D. Quixote, 2016) and the poetry collection Aves Migratórias (On y va, 2019). She contributed to a number of poetry and short story anthologies. She manages the online bookshop Miúda Books, dedicated to children's books written in Portuguese. She is the mentor of this project, together with Nuno Gomes Garcia.


Andrew was born in Glasgow and studied Portuguese and English literature at the University of Edinburgh. He has also lived in Sussex, Lisbon, Coimbra, Logroño, Vitoria-Gasteiz and Norwich, where he completed an MA in Literary Translation at the University of East Anglia. His work has included co-translating a book by José Eduardo Agualusa. He translates from Portuguese and Spanish.


Diplômée en psychologie, Gabriela vit à Londres depuis 2004. Son premier roman, Uma Outra Voz, lui a valu le prix LeYa 2014 et le Prix PEN Primeira Obra 2015. En 2016, elle publie un livre pour enfants, A Vaca Leitora (D. Quixote, 2016), et un recueil de poésie, Aves Migratórias (On y va, 2019). Elle a participé à plusieurs anthologies de poésie et de nouvelles. Elle dirige la librairie en ligne Miúda Books, dédiée à la littérature jeunesse en langue portugaise. Elle est à l’initiative du projet Mapas do confinamento, avec Nuno Gomes Garcia.


Né à Glasgow, au Royaume-Uni, Andrew a fait des études en Littératures de Langue Portugaise et Anglaise à l’Université d’Édimbourg. A également habité dans le Sussex, à Lisbonne, à Coimbra, à Logroño, à Vitoria-Gasteiz e à Norwich, où il a soutenu une maîtrise en Traduction Littéraire, à l’Université de East Anglia. Parmi ses travaux, on notera la co-traduction d’un livre de José Eduardo Agualusa. Il traduit à partir du portugais et de l’espagnol.

102 views1 comment

Recent Posts

See All