• mapasconfinamento

Ronaldo Cagiano




NO PRIMEIRO DIA DO RESTO DE NOSSAS VIDAS



esta é a hora dos mortos

a hora dos mortos sem sepultura

Alexandre Pilati




O mundo não se tornou melhor, não implodimos a ilha de Manhattan, as veias abertas da América Latina continuam sangrando e a maçã da Apple não apodreceu. Vejo um Planeta chocar-se com o desconhecido, mas não o choca o inventário da derrota, todos ainda condenados à insularidade do egoísmo, aos fetiches do deus mercado, às re(l)ações virtualizadas, à tirania do fundamentalismo eletrônico e à potência esterilizante das fake news. O horror do vírus travestido de estatística transformou vítimas em números. Na indigência de Nova Iorque, Manaus ou Vila Formosa, as sepulturas enfileiradas: metáfora de um sinistro código de barras na fa(r)tura dos obituários, leitura ótica da desumanidade que nos apequena e inaugura o inverno do nosso descontentamento.




Nascido em Cataguases (MG, Brasil), Ronaldo formou-se em Direito, viveu em Brasília e São Paulo e está radicado em Portugal. Estreou com Palavra engajada (poesia, 1989) e dentre as obras publicadas, destacam-se: Dezembro indigesto (contos – Prêmio Brasília de Produção Literária 2001), Dicionário de pequenas solidões (contos), O sol nas feridas (poesia, finalista do Prêmio Portugal Telecom 2013), Eles não moram mais aqui (contos, Prêmio Jabuti 2016, publicado em Portugal em 2018); Os rios de mim (poesia), O mundo sem explicação (poesia) e Cartografia do abismo. Organizou as coletâneas Antologia do conto brasiliense, Poetas mineiros em Brasília e Todas as gerações – O conto brasiliense contemporâneo.


Ronaldo was born in Cataguases (MG, Brazil), graduated in Law, lived in Brasília and S. Paulo and is currently living in Portugal. Palavra Engajada (poetry, 1989), his debut work, was followed by Dezembro indigesto (short stories – Prêmio Brasília de Produção Literária 2001), Dicionário de pequenas solidões (short stories), O sol nas feridas (poetry, shortlisted for the Prêmio Portugal Telecom 2013), Eles não moram mais aqui (short stories, Prêmio Jabuti 2016, published in Portugal in 2018); Os rios de mim (poetry), O mundo sem explicação (poetry) and Cartografia do abismo. He organised the collections Antologia do conto brasiliense, Poetas mineiros em Brasília and Todas as gerações – O conto brasiliense contemporâneo.


Né à Cataguases (Brésil), Ronaldo est diplômé en Droit. A habité à Brasilia et à São Paulo. Aujourd’hui, il vit au Portugal. A fait ses débuts avec le livre «Palavra engajada» (poésie, 1989). Puis, sont parus «Dezembro indigesto» (nouvelles – Prix Brasília de Produção Literária, 2001), «Dicionário de pequenas solidões» (nouvelles), «O sol nas feridas» (poésie – finaliste du Prix Portugal Telecom 2013), «Eles não moram mais aqui» (nouvelles – Prix Jabuti 2016 et publié au Portugal en 2018); «Os rios de mim» (poésie), «O mundo sem explicação» (poésie) et «Cartografia do abismo». A organisé les collections «Antologia do conto brasiliense», «Poetas mineiros em Brasília» et «Todas as gerações – O conto brasiliense contemporâneo».

23 views0 comments

Recent Posts

See All